Almofadas-rosa de todas as cores

Almofadas de rosas iluminam e perfumam a cama ou o sofá, não acham? Uma de cada cor, por favor.

pillow

 

pipi

 

Anúncios

Bordando na parede

Faz tempo que publiquei aqui no blog a técnica da holandesa Eline Pellinkhof, que transferiu para a parede um motivo em ponto cruz. Então, chegou um feriado legal e resolvi fazer aqui em casa. A parede escolhida foi a do corredor que é bem largo e serve de biblioteca. Procurei um risco de flores na internet que fosse bem colorido, marquei com lápis e régua os quadradinhos de 2 cm na parede, selecionei as tintas (usei de tecido, misturando as cores que tinha pra conseguir novas tonalidades), os pincéis (Condor nº 424) e comecei a bordar. Deve ter demorado umas três horas e meia, contanto o tempo que levei riscando a parede e apagando as marcas de lápis depois. Sem meu filho Jota demoraria o dobro do tempo. A tinta não pode estar grossa, senão os xizinhos ficam defeituosos. Eu encontrei o meio do motivo, depois o meio dos riscos na parede e aí ficou fácil. Não vou dizer que não errei nenhum ponto, porque devo ter feito um ponto a mais ou a menos em algum momento, mas o resultado foi maravilhoso, exatamente o que eu esperava.

Gostei tanto, que já estou imaginando outra aventura dessa para outro feriado.

 

O risco que usei é esse:

Rosas

Pra começar bem a semana:

O mundo, embora caído, não é todo tristeza e miséria. Na própria natureza há mensagens de esperança e conforto. Há flores sobre os cardos, e os espinhos acham-se cobertos de rosas. Ellen White