Meu Dia Nacional da Alfabetização

Hoje, no Dia nacional da Alfabetização, tive a imensa alegria de ver um aluno do 2º ano da minha escola, o Richard, ler as primeiras palavras. Dois meses atrás, Richard estava no nível pré-silábico, de acordo com a avaliação que fiz. Depois de um mês, trabalhando com ele duas vezes por semana, com atividades adequadas e muita ajuda da mãe, Richard avançou para o nível silábico e hoje está no nível silábico-alfabético. Até o final do ano, aquele fofo vai estar lendo e escrevendo tudo. Não consigo parar de lembrar da carinha dele quando recebeu um monte de beijos meus e da Renata, secretária da escola. Ele, geralmente muito tímido, começou a falar sem parar, dizendo que a irmã dele tem livros em casa e que vai passar o feriado lendo. Alfabetizar é realmente uma missão muito nobre.

Papai e mamãe, vocês podem ajudar seu filho a ler e escrever. Vejam esse Guia feito pra vocês.

Conheça mais sobre as hipóteses de escrita da criança e conheça a professora que alfabetizou seus 32 alunos em um ano.

Anúncios

Corujas de pano

Aqui estão elas outra vez, dando o ar da sua graça. Duas ideias para aproveitar esse tema tão querido. Na primeira, as corujas são porta-livros, provavelmente cheios de areia para dar peso. A outra ideia são almofadas de patchwork com corujonas bem coloridas aplicadas.

Minha furadeira de presente de natal

O presente de natal que ganhei de mim mesma esse ano foi algo que eu desejava há bastante tempo e já foi muito útil: uma furadeira. É de amador, mas bem eficiente. Aproveitamos o domingão de natal e colocamos umas prateleiras na sala, já que nossos livros estavam em caixas. São quatro prateleiras de 1,5  x 0,40 m, que o marido da minha chefa, que é marceneiro, fez pra mim (foi presente também). Eu tava com uma dorzona nas costas e não pude colocar a mão na massa, então o Joel (marido) fez tudinho, contando a ajuda do Jota (filho). Ainda faltam algumas coisas pra arrumar, mas já tá bem legal.

Prateleiras invisíveis

Esses livros estão colocados sobre dois suportes de ferro bem finos e dão a ideia de que estão sobre prateleiras invisíveis. Outra técnica para as prateleiras invisíveis pode ser vista neste link, que ensina um passo a passo bem radical.

Os quatro livros de Ben Carson

bencarson.jpg

Os livros Ben Carson, Sonhe Alto e A Grande Visão são os três livros lançados no Brasil do renomado médico Benjamin Carson. Não me canso de recomendar a leitura dos livros do Dr. Carson porque ele é um grande exemplo de superação. De um menino pobre, vivendo em condições completamente desprivilegiadas, para um neurocirurgião de fama mundial, criador de procedimentos cirúrgicos inovadores que revolucionaram a neurocirurgia pediátrica. O que fez mudar a vida de Ben Carson, o que o impeliu a lutar e vencer e o que fazer para ser um vencedor como ele, você pode descobrir lendo seus livros. Leia o que já escrevi sobre Ben aqui.

A grande novidade é que, no mês passado, Ben Carson lançou o seu quarto livro – Corra o Risco: Aprendendo a Identificar, Escolher e Viver Sob Risco Aceitável. No livro, Ben Carson defende os aspectos positivos de correr riscos, que foi exatamente o que ele fez durante toda a sua vida, como quando separou os siameses e em várias outras situações.

corraorisco.jpg

 “Deus não nos criou para sermos tímidos”, explica Carson. “Ele nos fez para sermos pessoas que podem sentar-se, analisar quais são nossos dons e talentos, olhar adiante e ver quais são os problemas e daí avançar em fé numa maneira muito lógica e racional, não sendo paralisados pelo temor”. A torcida é que Corra o Risco seja publicado em português o mais rápido possível. Mais sobre o livro no Advir News.

A revista Diálogo Universitário publicou uma entrevista com o Dr. Carson que ninguém deve deixar de ler. Excelente a dica de Luma Rosa, que lembra a todos que os livros de Ben Carson não são livros de auto-ajuda.