Meu Dia Nacional da Alfabetização

Hoje, no Dia nacional da Alfabetização, tive a imensa alegria de ver um aluno do 2º ano da minha escola, o Richard, ler as primeiras palavras. Dois meses atrás, Richard estava no nível pré-silábico, de acordo com a avaliação que fiz. Depois de um mês, trabalhando com ele duas vezes por semana, com atividades adequadas e muita ajuda da mãe, Richard avançou para o nível silábico e hoje está no nível silábico-alfabético. Até o final do ano, aquele fofo vai estar lendo e escrevendo tudo. Não consigo parar de lembrar da carinha dele quando recebeu um monte de beijos meus e da Renata, secretária da escola. Ele, geralmente muito tímido, começou a falar sem parar, dizendo que a irmã dele tem livros em casa e que vai passar o feriado lendo. Alfabetizar é realmente uma missão muito nobre.

Papai e mamãe, vocês podem ajudar seu filho a ler e escrever. Vejam esse Guia feito pra vocês.

Conheça mais sobre as hipóteses de escrita da criança e conheça a professora que alfabetizou seus 32 alunos em um ano.

Anúncios

Alfabeto móvel de tecido

Sou professora, alfabetizadora, então eu gosto muito do alfabeto, claro! Utilizo o alfabeto móvel o tempo inteiro enquanto ajudo as crianças da minha escola a aprender a ler e escrever. O meu alfabeto preferido é o do nosso jogo de Palavras Cruzadas, que levo sempre para a escola. Mas esse alfabeto que encontrei é muito interessante e fácil de fazer, tem um ímã e pode ser usado na geladeira ou em outra superfície pra deixar recados pra família. Tem passo a passo.

Você tem cérebro? Então, use-o!

Dentro de cada cérebro humano, há bilhões e bilhões de interconexões complexas, de neurônios e sinapses que a ciência mal começou a entender. Juntamente com o mistério da mente e do espírito, o cérebro humano se torna um laboratório tão vasto e intrincado que poderíamos trabalhar nele por um milênio e ainda assim apenas “arranhar a superfície”.  Ben Carson, no livro Risco Calculado, pág. 254.

Quando li as palavras acima na conclusão do livro Risco Calculado, de Ben Carson, comecei a pensar em como realmente tenho usado meu cérebro. Quando temos um problema aparentemente sem solução, ou uma crise de desânimo ou um momento de indecisão deveríamos nos lembrar que Deus nos dotou desse maravilhoso órgão cujo potencial é infinito. Sabe o que significa ter um cérebro e não utilizar? É como estar cheio de dívidas, ter um milhão de euros desvinculados na conta bancária e simplesmente ignorar.

Como educadora, fico estudando formas de estimular o hábito de leitura nas crianças e quando elas descobrem o prazer de ler… oh, que mararavilhoso mundo se abre para elas! Infelizmente, é muito difícil, até para professores, desenvolverem o prazer de ler. Isso é muito sério! Já ouvi professores dizendo: “Não tenho tempo”, “Tenho problema de vista”, “Eu odeio ler”, “Tenho mais o que fazer”, “Quando saio da escola, vou cuidar dos meus filhos”… Certa vez, numa escola onde trabalhei, uma professora ficou muito chateada porque foi convidada pra participar de um programa de leitura que estávamos promovendo.  Me preocupo sinceramente com nossas crianças.

A Bíblia já diz que “O povo perece por falta de conhecimento” (Oséias 4:6).

Acho que, como uma pessoa criada carinhosamente por um Deus maravilhoso, devo retribuir fazendo o melhor da minha vida. Preciso ter um projeto pessoal cujo objetivo seja crescimento e isso inclui a leitura, certamente. Às vezes estamos tão ocupados cuidando dos afazeres domésticos, dos filhos, dos desafios do trabalho, que esquecemos ou não achamos importante dedicar tempo a treinar o cérebro.

Das lembranças que tenho da minha infância, está minha mãe lendo, fazendo palavras cruzadas, montando quebra-cabeças de mil peças e nós, os filhos envolvidos nesses exercícios de treinamento cerebral. Eu realmente criei muito hábitos saudáveis na minha infância graças à minha mãe. Ela me ensinou a gostar de ler. Nunca tive dificuldades na escola, era boa aluna, mas só fiz faculdade depois que as crianças nasceram, porque meu marido me convenceu que eu poderia ir muito mais longe utilizando meu cérebro precioso. Acho que faltava isso pra eu acreditar. Depois que ele fez isso por mim, não tive dificuldades pra passar em todos os vestibulares que fiz: Letras e História na UEMA e Pedagogia e Jornalismo na UFMA, todos em excelentes colocações e sem fazer cursinho, já que a grana sempre foi muito curta. Recentemente passei em um concurso público bastante concorrido aqui no sudeste do país, em 4º lugar. Isso pode não representar muito para algumas pessoas, mas para uma mulher como eu, que trabalhava cerca de 10 horas por dia e cuidando da família e da casa é algo fora do comum. Acredito que posso ir mais longe. Quero avançar nos meus estudos, aprender um novo idioma, passar em outro concurso público, ler mais… Não dá pra saciar a sede de conhecimento.

No livro Sonhe Alto, Ben Carson diz que somente Deus pode limitar aonde nós poderemos chegar se usarmos todo o potencial do nosso cérebro. Ele conta que quando ele e o irmão eram crianças e reclamavam a respeito de algum problema que achavam insuperável, a mãe deles fazia uma cara de dúvida e perguntava: “Você tem cérebro?”. Ela estava insinuando: Se você tem cérebro, então, use-o! Isso é o que você precisa pra superar qualquer problema! 

Crie seu próprio cordel

Literatura de cordel é um gênero textual que está na moda e o site Educar para Crescer criou uma ferramenta para que você possa produzir seu próprio cordel. Muito útil para trabalhar com os alunos de todas as idades.

O que estou lendo- Educação (Ellen White)

“Toda pessoa tem de enfrentar as realidades práticas da vida – suas oportunidades, suas responsabilidades, suas derrotas e seus triunfos. Como ela encarará essas experiências, e se haverá de tornar-se senhora ou vítima das circunstâncias, depende em grande parte de sua preparação para enfrentá-las – sua educação.”

Estou relendo agora o livro Educação, de Ellen White, que trata da educação como algo muito além do que conhecemos. Nossas ideias acerca de educação são demasiadamente acanhadas, segundo a autora, já que a verdadeira educação significa mais do que uma sequência de estudos, mais do que a preparação para vida presente. A verdadeira educação visa o ser completo e todo o período da existência possível ao homem. É o desenvolvimento harmônico das faculdades físicas, intelectuais e espirituais. Ellen White explica que a fonte da verdadeira educação é apresentada na Bíblia: Em Cristo “estão escondidos todos os tesouros da sabedoria”. Colossenses 2:3. Sim, o mundo tem “seus grandes ensinadores, homens de intelecto poderoso e vasto poder investigativo, homens cujas palavras têm estimulado o pensamento e revelado extensos campos do saber…” mas há alguém que Se acha acima deles, Jesus – o Sol da Justiça. “Cada raio de pensamento, cada lampejo do intelecto, procede da Luz do mundo”.Edição de 2001 Para refletir:

“A maior necessidade do mundo é a de homens; homens que não se comprem nem se vendam; homens que no íntimo da alma sejam verdadeiros e honestos; homens que não temam chamar o pecado pelo seu nome exato; homens cuja consciência seja tão fiel ao dever como a bússola o é ao polo; homens que permaneçam firmes pelo que é reto, ainda que caiam os céus.” Educação, pág. 57

População do mundo: 100 pessoas

Qual a situação da educação no mundo? Como é distribuida a energia, a água e o dinheiro? Quantos nascimentos e mortes acontecem em um ano? Quantos homens e mulheres existem no mundo? Quantos têm comida suficiente, são obesos ou passam fome? A população mundial já passa dos 7 bilhões, aumentando em média de 80 milhões por ano, mas os cálculos seriam bem mais fáceis se o Planeta Terra fosse uma aldeia de apenas 100 pessoas. O design Toby Ng criou o premiado projeto World of 100, em que produziu vinte cartazes bem interessantes que mostram essa proporção. Genial!

Via @MarcioJames

Para quê educação de qualidade?

Discurso da professora Amanda Gurgel sobre a situação da educação do Rio Grande do Norte. Ela disse o que todos nós, do Brasil inteiro, gostaríamos de dizer. Na semana que passou, o Jornal Nacional apresentou um retrato da educação nas cinco regiões do Brasil e não há muita diferença entre uma região e outra. Há diferenças entre uma escola e outra dentro de uma mesma cidade, por exemplo, devido a diversos fatores, entre eles, péssima administração por parte de gestores que tiveram indicação política.

Eu também pergunto, até quando o poder público irá deixar nosso País afundar mais na ignorância? Enquanto isso, o MEC distribui a jovens e adultos do ensino fundamental das escolas do país um livro didático que defende erros de concordância como “nós pega o peixe” e diz que o livro estimula a “formação de cidadãos que usem a língua com flexibilidade”.  O  que há com a educação no Brasil? Por que não defender os direitos das crianças que recebem péssima educação e dos professores que não recebem o suficiente nem para comer? Entendam, não tenho nada, absolutamente, contra os homossexuais, respeito-os como seres humanos e defendo que todos devem igualmente ser tratados com respeito, mas acredito que o Kit Gay que se pretende distribuir nas escolas públicas do Brasil para crianças de 7 a 10 anos poderia ser melhor pensado, para que, realmente, se tratasse do respeito e não do incentivo ao homossexualismo dirigido a crianças tão pequenas.

Sou pedagoga em uma escola pública depois de muitos anos anos trabalhando em uma grande escola da rede privada e ainda fico chocada ao conhecer os problemas de crianças que vivem em constante risco em suas comunidades por conta da violência, das drogas, da fome. Vejo o quanto nossos professores também se importam com elas e gostariam de fazer mais e até tentam, dentro da escola, ajudá-las a ter um futuro mais promissor, mas se não tivermos políticas que realmente contribuam para melhorar a qualidade da educação, como acontece em outros países, não iremos muito longe.

Se os políticos já perceberam que a única forma que eles têm para se perpetuar no poder é conservando o povo na ignorância, então pra que melhorar a qualidade da educação?

Educação: diferença entre 1969 e 2009

education

Recebi essa imagem por e-mail com o seguinte comentário: 

“Todo mundo  ‘pensando’ em deixar um planeta melhor para nossos  filhos…  Quando é que pensarão em deixar filhos melhores para o nosso planeta?”

Para testar os conhecimentos em Geografia

O quanto você conhece de mapas, bandeiras e localização dos países do mundo? Você é bom nisso? Quer fazer um teste? No Globe Game você pode fazer um muito bom. Eu fiz e descobri que preciso estudar um pouco mais. A indicação é do Asttro.org.

Vi no Inexistent Man.

Cofrinho

2491706831 D6Ffe5C73B

Esse porquinho é um divertido cofrinho onde as crianças podem guardar suas moedinhas e aprender a economizar para o futuro. Esse é um ensinamento importantíssimo que os pais precisam por em prática desde cedo, por essa razão recomendo o excelente livro Como vai seu bolso?, que ensina crianças, adolescentes e adultos a administrarem seus ganhos e gastos.

O tutorial para fazer o porquinho está aqui, com os moldes e o passo a passo.

Tabela Periódica Online

Você acabou de encontrar a Tabela Periódica Online! Selecione um elemento, clique nele e descubra todas as informações a seu respeito. Útil? Demais! Vi no Blog Caça-Links.

E a Galáxia Química, a nova tabela periódica, você já conhece?

 

Curso de inglês online

Online e totalmente gratuito, o curso é oferecido pela Universidade Estácio de Sá. Para começar a cursar os módulos, é preciso preencher um formulário de inscrição. Clique na imagem ou aqui.

É impressionante como o pessoal do Tudo na Web descobre coisas legais. Foi de lá que eu trouxe essa dica ótima.

Galáxia Química – a nova tabela periódica

A tabela periódica foi publicada pela primeira vez em 1869, pelo russo Dmitri Ianovich Mendeleyev e continha cerca de 60 elementos químicos – os conhecidos na época. De lá pra cá, a tabela foi modificada para adequar-se às novas decobertas.  Galáxia Química, a nova tabela periódica foi apresentada pelo professor Philip Stewart, da Universidade de Oxford.

Para fazer download do pdf para imprimir, clique aqui. Mais detalhes sobre ela na Super Interessante

Vi essa dica no Aukimia, da minha amiga Áurea. Aliás, o Aukimia completou um aninho em fevereiro. Os parabéns ainda valem?  Muito sucesso, Áurea, querida! Parabéns ao Aukimia, que é maravilhoso, como você.

 

Língua Brasileira de Sinais – Libras Online

libras.jpg

Nesse site você pode aprender a linguagem de sinais de uma maneira incrível. Se você tem uma palavra em mente, basta buscar pela inicial e ver o significado, a demonstração em vídeo, exemplos de uso dessa palavra, a classe gramatical e o sinal feito com a mão. 

Link: Dicionário da Língua Brasileira de Sinais

 

 

Os quatro livros de Ben Carson

bencarson.jpg

Os livros Ben Carson, Sonhe Alto e A Grande Visão são os três livros lançados no Brasil do renomado médico Benjamin Carson. Não me canso de recomendar a leitura dos livros do Dr. Carson porque ele é um grande exemplo de superação. De um menino pobre, vivendo em condições completamente desprivilegiadas, para um neurocirurgião de fama mundial, criador de procedimentos cirúrgicos inovadores que revolucionaram a neurocirurgia pediátrica. O que fez mudar a vida de Ben Carson, o que o impeliu a lutar e vencer e o que fazer para ser um vencedor como ele, você pode descobrir lendo seus livros. Leia o que já escrevi sobre Ben aqui.

A grande novidade é que, no mês passado, Ben Carson lançou o seu quarto livro – Corra o Risco: Aprendendo a Identificar, Escolher e Viver Sob Risco Aceitável. No livro, Ben Carson defende os aspectos positivos de correr riscos, que foi exatamente o que ele fez durante toda a sua vida, como quando separou os siameses e em várias outras situações.

corraorisco.jpg

 “Deus não nos criou para sermos tímidos”, explica Carson. “Ele nos fez para sermos pessoas que podem sentar-se, analisar quais são nossos dons e talentos, olhar adiante e ver quais são os problemas e daí avançar em fé numa maneira muito lógica e racional, não sendo paralisados pelo temor”. A torcida é que Corra o Risco seja publicado em português o mais rápido possível. Mais sobre o livro no Advir News.

A revista Diálogo Universitário publicou uma entrevista com o Dr. Carson que ninguém deve deixar de ler. Excelente a dica de Luma Rosa, que lembra a todos que os livros de Ben Carson não são livros de auto-ajuda.

Um pedófilo no quarto do seu filho

Imagine a cena: uma mãe terrivelmente cansada e muito ocupada abre a porta e vê um homem pervertido que diz: “Você está tão cansada, me deixe  cuidar de seu filho ou filha!” E a mãe, sem questionar, permite que o homem mau entre, vá para o quarto da criança e feche a porta. O que acontece lá, a mãe desconhece. Parece absurdo, mas acontece algo parecido quando os pais colocam uma televisão ou um computador no quarto dos filhos e deixam que usem à vontade sem nenhuma supervisão.

children_computergames.jpg

Alguns consideram a tecnologia uma grande aliada na criação dos filhos quando os pais trabalham fora e não podem dar a atenção que as crianças precisam, mas ninguém duvida que as famílias estão em perigo por causa disso. O acesso à pornografia é muito fácil e qualquer criança pode encontrar material pornográfico enquanto usa a internet. Quando uma criança pesquisa em algum site de imagens a palavra brinquedo (parece uma idéia inocente, não?), pode facilmente se deparar com imagens de brinquedos sexuais, o que pode aguçar sua curiosidade e levá-la a sites que uma criança jamais deveria visitar. Quanto à televisão, novelas, comerciais e programas estão repletos de imagens e linguagem impróprias para crianças. Expor crianças e adolescentes à pornografia é perigoso para a saúde mental deles. Segundo James Dobson (2006, p. 200) muitos homens que cederam a apetites sexuais perversos os atribuiram ao começo de sua adolescência. É o caso de Teddy Bundy, eletrocutado na Flórida em 1989 pelo assassinato de pelo menos 28 mulheres e meninas (esse número pode chegar a 100), que iniciou sua vida trágica de violência sexual quando encontrou, aos 13 anos, material pornográfico numa lata de lixo. 

Os pedófilos já foram crianças, já foram adolescentes que certamente foram afetados por obscenidades que os estimularam sexualmente. A presença dos pais nessa fase (e em todas as outras) tão difícil, é imprescindível para que o sexo seja compreendido como algo saudável para o futuro dos filhos e eles possam construir um bom lar.

Para os pais que se preocupam com a criação de seus filhos, é difícil lutar contra a televisão, a internet, o vizinho que fala palavrões, os colegas da escola que tem acesso a tudo… Nossa atenção deve ser total, devemos ser vigilantes e, principalmente desenvolver entre nós e nossos filhos uma relação especial de amizade e cumplicidade. Muitas crianças apreciariam muito mais passar um tempo com os pais, brincando de bola ou rolando no chão do que ganhar brinquedos caros.   

image57.jpg

Cada criança precisa sentir que faz parte de algo especial, que é a família. Esse senso de pertencer, desenvolvido a partir da proximidade entre pais e filhos é o que vai fortalecer o caráter deles e protegê-los contra a cultura que conspira contra as famílias.

Para refletir: “Finalmente, irmãos, tudo o que é verdadeiro, tudo o que é respeitável, tudo o que é justo, tudo o que é puro, tudo o que é amável, tudo o que é de boa fama, se alguma virtude há e se algum louvor existe, seja isso que ocupe o vosso pensamento.” Filipenses 4:8

Muito sucesso nessa campanha para Luma e os demais participantes: 

Amigos da Blogosfera, Lys, Andreia Motta,Tania Defensora, Sahmany, Carlos Fran,Cidao, Rosane, Claudia Pit, Leonardo Rocha Pena, Mário Leal, Ronald, Jorge Araujo, David Santos, Chicoelho, Tito Livio, Marco Ferreira, Rafael Rap, Taliesin, Ru Correa, Carlos Jr., Maria Augusta, Simone Zelner, Luci Lacey, Vitoria, Evellyn, Cilene Bonfim, Veridiana Serpa, Silvano Vilela, Grace Olsson, Lino Resende, Elisabete Cunha, Dullim, Daniela Pontes, Cha verde com limao, Aninha Pontes, Junior, Aju, Patty, Fabiola, Meiroca, Fabio Max,Rodrigo Villasboas, Diego Pacheco, Nemias, Leticia Coelho, Lucia Freitas, Rui Nelson, Sonia, Flavio, Victor Fontana, Samantha Shiraishi, Bruna, Marcos Pontes, Luciane, Principe Tito, Sergio Ricardo, Teresa Freire, Dª Anja, Roberto Balestra, Dario Velasco, Juca, Sergio, Mirella, Desabafo de mae, Oscar, Flainando na web, Gente sem saude, Pedro IvoFabiana, Aline Silva Dexheimer, Val Barbieri, Juzinha, Dono do Bar, Rosamaria,Flavia, Odele Souza, Lunna Montez’zinny, Nerio Junior, Paula Goes, Herika, Chuvinha, Georgia Aegerter, Adri-Dri-Drika, Ola, Maria, Ana Cranes, Leonor Cordeiro, O mundo encantado de Cecilia Meireles, Madalena Barranco, Mara Fortuna, Luiza Helena, Monika Mayer, Turmalina, Everson, Edson Marques, Maria Laura, Fernanda, Elvira Carvalho, Chawca, Jens, Ricardo Rayol, Amigona, Janaina de Almeida, Naldy, A Abiose Maringaense, Oliva Verde, Ziggy, Miguel, Rui Nelson, Heloisa, Maria Clarinda, Pegasus, Caleydoscope Eyes, Cristiane Fetter, Paula Barros, Heloisa, Rakel Macedo, Tony, Miosotis Obidos, Lucas Ghellere, Sonia Horn Nascimento, Renata Christina, Claudia, Sclair, Tati Sabino, Landinho, Ana Paula, Aurea, Garfio, Xico Lopes, Anunciacao, Tina, Mutumutum, Karina, Lucia Helena F. Moura, Teresa Freire, Raul Rudoisxis, Willian Mendes, Maria da Conceicao Banza, Meyviu, Laura, Rosa Silvestre, Pata Irada, Vrouw, Parvinha, Sombra do Sol, Kleverson Neves, Jake, Euza Noronha, Arco-iris, Ecclesiae Dei, Taty Ferreira, Julio Moraes, Afonso, o Chato, Regina Celia Simoes, Gighiggi, Tomavana, Cristina, Tanya, Daniel Mafinski Biz, Sophia Mar, Rodrigo Reis, Nadja, Luiza Gaivota, Ingrid, Sergio Issamu, Antonio Madrid, Peciscas, Maria Augusta, Looking4good, Ricardo Cobra Martinez, Teo Victor, Gustavo Chaves, Pena, Sergio Coutinho, Fernando Cury, Baby, Isabel Filipe, Ana Sofia, Andrea Sig Mundi, Sandra Mora.

 

Contra a pedofilia

No dia 14 de fevereiro muitos blogs estarão escrevendo sobre um tema muito sério e preocupante: a pedofilia. Não posso deixar de participar, pois considero esse ato nojento, algo extremamete doentio. Infelizmente os criminosos estão soltos, mas nós, como pais e cidadãos, precisamos dizer que estamos alertas. Em defesa da inocência, esse blog participa dessa campanha. Parabéns à Luma pela iniciativa.

Bibliotecas móveis – mulas e camelos

Na Venezuela, estudantes universitários colocam livros sobre mulas e vão para povoados distantes distribuir para pessoas que não têm acesso à leitura. O projeto é uma iniciativa da Universidade de Momboy e é um grande sucesso entre as comunidades beneficiadas. O próximo projeto é levar a internet às vilas.   

mula1.jpg

Esse projeto surgiu no Kenya e a autora é Masha Hamilton, que usou camelos para levar livros para pessoas que vivem em condições crônicas de pobreza.

mula2.jpg

Iniciativas como essas são comoventes e dignas de muitos aplausos. Essas pessoas estão dando a crianças e adultos pobres uma oportunidade de ter acesso à educação e sonhar com um futuro melhor. Sabe aquela história de que não basta dar o peixe? Pois é, ele estão ensinando o povo a pescar… O mundo inteiro deveria seguir o exemplo.

Essa notícia está aqui. Vi no Inusitatus.