Máquina de lavar de papelão

As crianças vão adorar essa! Uma máquina de lavar suuper fácil de fazer usando caixa de papelão, pincel, durex, estilete, cola, plástico tansparente e muito carinho como o da Stéfi Machado. Veja lá o passo a passo e deixe seus pequenos soltarem a imaginação nas férias que vêm aí.

Eu já publiquei aqui casinha, câmera fotográfica, foguete, avião e muitos outros brinquedos, tudo feito com caixas de papelão grandes, do tamanho perfeito para as crianças brincarem com os irmãos, primos, amiguinhos…

DSC_3620p

175218241724227002_08p9Absk_c

A lagarta virou borboleta – metamorfose

As crianças pequenas precisam ver e manejar para aprender, não funciona falar apenas como quando se ensina para adultos. Que tal ensinar a metamorfose da borboleta explicando cada etapa enquanto elas manuseiam esse brinquedinho? Todo o passo a passo para confeccionar você encontra no Toys from Trash.

A Lagarta, ou “larva”, sai do ovo da Borboleta. Come e cresce rapidamente, antes de passar ao estágio chamado crisálida ou “pupa”, durante o qual não se alimentará. A Borboleta adulta surge da crisálida. Neste ciclo biológico, o desenvolvimento do ovo ao “adulto” se processa através de várias mudanças de forma. Estas mudanças chamam-se “Metamorfose”. Via: Tudo sobre Borboletas

Faça brinquedos artesanais para as crianças

Aproveite materiais que tem em casa, compre outros e faça brinquedinhos junto com as crianças. Esse momento junto com elas reforça os laços e aproxima os filhos dos pais. Sem falar que todo mundo se diverte.

Link: Educar para Crescer

Calendário de atividades para as férias

Não vai viajar com a família nessas férias? Não sabe como ocupar o tempo das crianças? Aproveite a dica do Educar para Crescer, que organizou 62 dicas de atividades para as crianças se divertirem nas férias, uma para cada dia de dezembro e janeiro. O melhor é que são atividades que estimulam o aprendizado, além de serem muito divertidas e envolverem pais e filhos. Link: Guia de Atividades para as Férias

Você tem cérebro? Então, use-o!

Dentro de cada cérebro humano, há bilhões e bilhões de interconexões complexas, de neurônios e sinapses que a ciência mal começou a entender. Juntamente com o mistério da mente e do espírito, o cérebro humano se torna um laboratório tão vasto e intrincado que poderíamos trabalhar nele por um milênio e ainda assim apenas “arranhar a superfície”.  Ben Carson, no livro Risco Calculado, pág. 254.

Quando li as palavras acima na conclusão do livro Risco Calculado, de Ben Carson, comecei a pensar em como realmente tenho usado meu cérebro. Quando temos um problema aparentemente sem solução, ou uma crise de desânimo ou um momento de indecisão deveríamos nos lembrar que Deus nos dotou desse maravilhoso órgão cujo potencial é infinito. Sabe o que significa ter um cérebro e não utilizar? É como estar cheio de dívidas, ter um milhão de euros desvinculados na conta bancária e simplesmente ignorar.

Como educadora, fico estudando formas de estimular o hábito de leitura nas crianças e quando elas descobrem o prazer de ler… oh, que mararavilhoso mundo se abre para elas! Infelizmente, é muito difícil, até para professores, desenvolverem o prazer de ler. Isso é muito sério! Já ouvi professores dizendo: “Não tenho tempo”, “Tenho problema de vista”, “Eu odeio ler”, “Tenho mais o que fazer”, “Quando saio da escola, vou cuidar dos meus filhos”… Certa vez, numa escola onde trabalhei, uma professora ficou muito chateada porque foi convidada pra participar de um programa de leitura que estávamos promovendo.  Me preocupo sinceramente com nossas crianças.

A Bíblia já diz que “O povo perece por falta de conhecimento” (Oséias 4:6).

Acho que, como uma pessoa criada carinhosamente por um Deus maravilhoso, devo retribuir fazendo o melhor da minha vida. Preciso ter um projeto pessoal cujo objetivo seja crescimento e isso inclui a leitura, certamente. Às vezes estamos tão ocupados cuidando dos afazeres domésticos, dos filhos, dos desafios do trabalho, que esquecemos ou não achamos importante dedicar tempo a treinar o cérebro.

Das lembranças que tenho da minha infância, está minha mãe lendo, fazendo palavras cruzadas, montando quebra-cabeças de mil peças e nós, os filhos envolvidos nesses exercícios de treinamento cerebral. Eu realmente criei muito hábitos saudáveis na minha infância graças à minha mãe. Ela me ensinou a gostar de ler. Nunca tive dificuldades na escola, era boa aluna, mas só fiz faculdade depois que as crianças nasceram, porque meu marido me convenceu que eu poderia ir muito mais longe utilizando meu cérebro precioso. Acho que faltava isso pra eu acreditar. Depois que ele fez isso por mim, não tive dificuldades pra passar em todos os vestibulares que fiz: Letras e História na UEMA e Pedagogia e Jornalismo na UFMA, todos em excelentes colocações e sem fazer cursinho, já que a grana sempre foi muito curta. Recentemente passei em um concurso público bastante concorrido aqui no sudeste do país, em 4º lugar. Isso pode não representar muito para algumas pessoas, mas para uma mulher como eu, que trabalhava cerca de 10 horas por dia e cuidando da família e da casa é algo fora do comum. Acredito que posso ir mais longe. Quero avançar nos meus estudos, aprender um novo idioma, passar em outro concurso público, ler mais… Não dá pra saciar a sede de conhecimento.

No livro Sonhe Alto, Ben Carson diz que somente Deus pode limitar aonde nós poderemos chegar se usarmos todo o potencial do nosso cérebro. Ele conta que quando ele e o irmão eram crianças e reclamavam a respeito de algum problema que achavam insuperável, a mãe deles fazia uma cara de dúvida e perguntava: “Você tem cérebro?”. Ela estava insinuando: Se você tem cérebro, então, use-o! Isso é o que você precisa pra superar qualquer problema! 

44 sites educativos para as crianças e adolescentes

As crianças passam muito tempo na internet, isso é fato. O ideal é que esse tempo seja menor e melhor dirigido pelos pais para que as crianças se divirtam e também aprendam. O site Educar para Crescer organizou uma lista de 44 sites educativos para ajudar as famílias nessa tarefa. Afinal, confiar que uma criança sozinha na internet não vá ter nenhum tipo de dano, é loucura total. Os perigos são muitos e todo cuidado é pouco, então, o melhor é sentar ao lado do filho e da filha e navegar junto com eles!! Confira a lista de sites neste link: 44 sites que divertem e ensinam.

Leia também: Criança Segura na Internet – 5 dicas preciosas

Babies – o primeiro ano de quatro bebês

O documentário Babies, produzido em 2010, mostra quatro crianças em diferentes países – Namíbia, Japão, Mongólia e Estados Unidos – durante seu primeiro ano de vida. O filme mostra os bebês em seu dia a dia, comendo, tomando banho, brincando, aprendendo a andar, falando as primeiras palavras… O contraste entre elas é muito grande, mas criança é criança em qualquer lugar, são encantadoras. Olha só essas duas crianças no início do vídeo tendo uma discussãozinha básica por causa de uma garrafa.

Se quiser comprar o filme, clique aqui.

Vi no Saber é Bom Demais.

Besouros pra fazer com as crianças

Besourinhos de gesso pra fazer com as crianças em casa ou na escola, depois de uma gostosa aula de ciências sobre os invertebrados. Amei!

Depois é só pintar com tinta guache.

Link: Rainy Day Bugging Out !!!

Via Vila do Artesão, onde está o passo a passo em português.

Do que a gente vai brincar hoje?

Brincar com os filhos é criar laços. Quando eles forem grandes lembrarão com ternura do tempo que passamos com eles fazendo atividades divertidas. Além do mais, as crianças que brincam são mais saudáveis.  Pensando nisso, a Revista Crescer selecionou diversas brincadeiras para crianças de menos de um ano até os oito anos, pra dentro e fora de casa. São apaixonantes. Professoras, fiquem atentas: para as crianças, brincar é assunto muito sério e o pátio da escola é tão impotante quanto a sala de aula.

Veja também: 10 atividades para fazer enquanto a televisão estiver desligada

Clique na imagem pra ver as brincadeiras.

As ilustrações são perfeitas!

Não julgue!

 10533g

Hoje minha filha Kimberly leu pra mim uma pequena história retirada do livro Conversinhas com Deus, escrito por Sueli Ferreira de Oliveira e ilustrado por Marta Irokawa (as ilustrações mais fofas que já vi). É um devocional para crianças, publicado pela Casa Publicadora Brasileira.

Festa na casa da Alice

Porque é que você vê o cisco no olho do seu irmão e não repara na trave de madeira que está no seu próprio olho? Mateus 7:3

Quando comemos fora, eu e um amigo temos um código. É desagradável falar com alface no dente. Então, se um de nós estiver com um dente sujo, o outro fala que o primeiro vai à festa da Alice. Não existe Alice e não há festa. É apenas uma maneira discreta de avisar que o dente precisa ser limpo rapidinho. Um dia, voltando de um restaurante, ele me olhou e disse:

– Sabia que hoje você vai à festa na casa da Alice?

Mas, ao ele me falar isso, notei que também havia um pedaço de alface em seu dente, e era dos grandes. Então respondi:

-Você também vai. E vai ser uma festa de arromba!

Caímos na gargalhada! O que aconteceu entre nós foi divertido; mas não é nada divertido apontar os erros dos outros quando você mesmo comete erros de sobra. Julgar as pessoas é um trabalho para Deus. Não se preocupe em fazer isso.

É muito fácil mesmo olhar para as falhas dos outros e ficar chocado como se nunca se houvesse cometido um erro. E pior, fazendo coisas piores do que aquelas que o outro faz. É isso que a Bíblia diz: “Porque é que você vê o cisco no olho do seu irmão e não repara na trave de madeira que há em seu próprio olho?” Uau! Isso é muito forte e serve pra mim. Quantos são injustos por julgarem os erros dos outros e escondem coisas piores em seu coração. Além de tudo, ninguém, a não ser Deus, conhece o íntimo das pessoas e sabe da sinceridade ou da falsidade delas. Só Ele, porque “… o homem vê o que está diante dos olhos, porém o Senhor olha para o coração.” I Samuel 16:7

Kim, obrigada pela historinha linda e por haver digitado pra mim…

Crianças ou animais?

Sair às ruas com os filhos presos a guias como se faz com cães parece muito conveniente a pais que não querem se dar ao trabalho de educar suas crianças. Uma escritora que gosto muito disse:

O ensino das crianças deve ser dirigido num princípio diferente do que governa o ensino de animais irracionais. Os animais devem apenas ser acostumados a se submeter a seu dono, mas a criança deve ser ensinada a se dominar. A vontade precisa ser ensinada a obedecer aos ditames da razão e da consciência. Pode a criança ser tão disciplinada que, como animal, não tenha vontade própria, perdendo-se sua individualidade na do mestre. Tal ensino é insensato e desastrosos os seus efeitos. As crianças educadas assim serão deficientes na firmeza e decisão. Não são ensinadas a agir por princípios; a faculdade não é fortalecida pelo exercício. Tanto quanto possível, deve cada criança ser ensinada a ter confiança em si mesma. Pondo em exercício as várias faculdades, aprenderá onde é mais forte e em que é mais deficiente. O instrutor sábio dará especial atenção ao desenvolvimento dos traços mais fracos, para que a criança possa formar um caráter bem equilibrado e harmonioso.

A rigorosa educação das crianças, sem lhes dirigir convenientemente o modo de pensar e proceder por si mesmas na medida que o permitam sua capacidade e as tendências da mente, para que assim elas se desenvolvam no pensar, nos sentimentos de respeito por si mesmas e na confiança na própria capacidade de executar, produzirá uma classe débil em força mental e moral. E quando se acham no mundo, para agir por si mesmas, revelarão o fato de que foram treinadas, como os animais, e não educadas. Em vez de sua vontade ser dirigida, foi forçada à obediência mediante rude disciplina por parte dos pais e mestres.

Ellen White

Veja as imagens abaixo. Parece que essa prática é muito normal em países europeus, felizmente não por aqui. Para as crianças cada gesto é uma lição e os efeitos de tal criação podem ser desastrosos. Mais uma vez: “E quando se acham no mundo, para agir por si mesmas, revelarão o fato de que foram treinadas, como os animais, e não educadas.”

Lesson for parents. Children on a leash (35 pics)

Lesson for parents. Children on a leash (35 pics)

Lesson for parents. Children on a leash (35 pics)

 Lesson for parents. Children on a leash (35 pics)

Lesson for parents. Children on a leash (35 pics)

 Lesson for parents. Children on a leash (35 pics)

Mais imagens nesse site.

Vi no Mother Joana.

Coisas para fazer e brincar com as crianças

ms

Como é bom passar tempo com os filhos! De repente as crianças estão crescidas e a gente pensa que poderia feito mais coisas junto com elas , ter brincado mais, rolado mais no chão, jogado bola ou simplesmente ter ficado mais tempo com elas. Meus filhos têm 12 e 9 anos e estão numa fase de mudança rápida para a adolescência. Como é rapido! Eles gostam de ser crianças e de fazer coisas de criança, por isso precisamos aproveitar, porque mais tarde eles vão só lembrar com saudade de tudo o que fizemos juntos. Que bom que hoje eu encontrei no Be Happy uma seleção de trabalhinhos pra fazer com os pequenos, tudo da Marta Stewart Kids. O primeiro é um carrinho movido a balão, o seguinte são patas de elefante (pés de lata), depois vem giz de cera em formato de coração, barquinhos à vela, cofrinho de pet e foguetes de papelão. Vou correr e fazer isso com meus filhos antes que eles cresçam.