Link

Ano passado fui professora de um menino de oito anos com paralisia cerebral, com todos os movimentos comprometidos. Não fala e não enxerga, mas sorria sempre quando ouvia minha voz e sentia meu beijo na sua bochecha fofa. Lembrei muito dele hoje ao ver esse filme lindo que foi criado pelo espanhol Pedro Solis, que tem um filho com paralisia cerebral e uma filha apaixonada pelo irmão. No final, ele agradece à filha por inspirar a história e deseja que o filho jamais a tivesse inspirado. Cuerdas é emocionante e encantador. Não deixe de assistir e descubra o porquê do nome do filme.

Anúncios