A dieta natural das cores

 

Comer frutas, legumes e verduras é mais saudável do comer aqueles lanches super calóricos, exatamente por causa dos minerais, vitaminas e fibras. No entanto, de acordo com um artigo que li (Revista Seleções, maio/2003), o fato de comer alimentos frutas, legumes e verduras todos os dias não garante que se esteja ingerindo os nutrientes essenciais em quantidade suficiente. Segundo o autor do artigo, Dr. David Heber, é preciso escolher os alimentos pelas cores, que estão distribuídos em sete famílias. Segundo ele, basta acrescentar uma porção de cada uma das sete famílias de cores ao alimento habitual.  As famílias são as seguintes:

VERMELHO/ROXO

Estes alimentos contêm antocianinas, poderosos antioxidantes, poderosos antioxidantes capazes de reduzir o risco de doenças cardíacas e acidente vascular cerebral, ao inibir a formação de coágulos. Alguns deles: ameixa, ameixa-preta, amora, berinjela, cereja, framboesa, maçã, mirtilo, morango, pimentão vermelho, repolho roxo, uva vermelha ou roxa.

VERMELHO

Qualquer alimento à base de tomate fornece boas doses de licopeno, antioxidante que combate o câncer. Experimente também: goiaba e melancia.

LARANJA

O betacaroteno dos alimentos cor laranja fortalece os olhos e a pele, e pode diminuir o risco de certos tipos de câncer – abóbora,cenoura, damasco, manga, morango.

LARANJA/AMARELO

Estes primos da família laranja são ricos em betacriptoxantina, antioxidante que protege as células: abacaxi, laranja,mamão, nectarina, pêssego, tangerina.

AMARELO/VERDE

Mais proteção para os seus olhos: estes alimentos contêm luteína e zeaxantina, substâncias capazes de auxiliar no combate à catarata e à degeneração macular – abacate, abobrinha (com casca), alface, couve, ervilha espinafre, kiwi, melão, milho.

VERDE

Estes reúnem substãncias químicas naturais chamadas isoticionatos, como como sulforafano e indóis, que estimulam a produção de enzimas do fígado que combatem o câncer: agrião, brócolis, couve, couve-chinesa, couve-de-bruxelas, couve-flor, repolho.

BRANCO/VERDE

Alho e cebola contêm alicina, que combate tumores. Cogumelos têm outras substâncias preventivas. Estes vegetais, ricos em flavonóides, atuam na proteção das células. Mais: aipo, alcachofra, alho-poró, aspargo, cebolinha e endívia.

Dr. David Heber, segundo a revista, estuda esse assunto há mais de vinte anos e acredita que uma alimentação monocromática é responsável pelas enfermidades mais comuns, como as doenças cardíacas, o câncer, a obesidade e a diabetes e que a cor é a chave para uma boa nutrição.

Anúncios

Uma resposta em “A dieta natural das cores

Fico muito feliz quando você faz um comentário. Volte mais vezes.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s