Um príncipe chamado Jotinha

Joel Filho, meu filho. Um cavalheiro. Está sempre preocupado com a mamãe, é cheio de vida, muito saudável, moreno e lindo… Quando olho para ele, concentrado em seus projetos importantes e inadiáveis, penso que não mereço tal presente de Deus.

Quando Jotinha (é assim que o chamamos) ficou experiente na arte de falar, disse cada coisa! Veja essas pérolas: “fura-fura” (prego), “sobe-sobe” (escada), “espera-espera” (parada de ônibus), “Seu Zero” (Seu Zé, o peixeiro), “pão com queimaduras” (misto quente), “barmelão” (parmesão), “espermercado” (supermercado), “elevadar” (andar de elevador), “tuamanho” (tamanho), “atrasista” (o outro frentista do posto de gasolina), “mandadora” (autoritária).

Ele dizia frases ótimas, como: “Kim, você uma ‘dizedora’ de mães!” (Referindo-se à irmã que me conta suas “artes”), “Mãe, o pai é um molhador de dodóis!” (O banho depois dos arranhões), “Vocês são dois ‘mandadores’ de dormir.” Aliás, se tem algo que o Jotinha não gosta é de ir dormir. Acordar, ele também odeia. Outro dia ele falou que queria ter uma boa noite de sono e não uma boa noite de “acordação” (insônia).

Certa vez ele se preparava para apresentar uma parte na igreja e foi logo avisando:  “Só vou falar se os adultos não ‘estalarem’.” (Se os adultos não estiverem lá). Rimos muito quando ele apontou para as costelas e falou que estava com dor “bem aqui no esôfago”, ou quando se queixou que estava com dor nos “intestículos”! Ele gosta muito de ser engraçado, fazer as pessoas rirem, é desinibido e comunicativo e seu humor é ingênuo, inteligente e criativo. Ele é incrível! Desde bem pequeno pensa em qual profissão seguir: já quis ser motorista de ônibus e de caminhão, astronauta, cozinheiro, cientista, programador de computador… Acho que ele leva jeito para engenharia. Veremos.

Todos os dias ele me abraça, me beija e me diz: “Esse é um amor que nunca acaba!” É o nosso menino, cheio de idéias fervilhando na cabecinha… Demora a dormir, planejando, lendo, escrevendo, criando, viajando… Tem 10 anos e se diz pré-adolescente. Outro dia ele saiu com a avó e voltou dizendo: “Mãe, conheci uma garota linda!” Ai, ai! Fiquei bem pensativa quando ele, ao ver um casal se beijando na TV disse: “Tô doido pra ser logo adolescente!” Ai, ai! Jotinha é único, um tesouro inestimável, um presente de Deus.

 

Anúncios

3 respostas em “Um príncipe chamado Jotinha

Fico muito feliz quando você faz um comentário. Volte mais vezes.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s